Seja Bem-Vindo

Entre ou Cadastre-se

Meus Pedidos

Acompanhe!

Seja Bem-Vindo
Entre ou Cadastre-se

Meus Pedidos

Acompanhe!

Destaques

Semi-Novos

Locação

A ascensão do mapeamento móvel na Arquitetura, Engenharia e Construção

Ascensao-mapeamento-movel-NavVis-VLX-SLAM

Empresas líderes em AEC (Arquitetura, Engenharia e Construção), como a Skanska e a Ramboll Dinamarca, começaram a contar com o mapeamento móvel para seus projetos mais desafiadores. Por muito tempo, as empresas de AEC têm usado laser scanners terrestres (TLS) para praticamente todas as suas demandas de captura em 3Dm uma vez que as aplicações em AEC tendem a exigir precisão extremamente alta, e a tecnologia de mapeamento móvel simplesmente não estava à altura desse tipo de tarefa em seu lançamento.

Mas o mapeamento móvel melhorou significativamente desde então. Os melhores sistemas no mercado atual, como o NavVis VLX, podem produzir dados confiáveis com uma precisão de 6 mm ou melhor. E isso é mais do que suficiente para diversas aplicações em AEC.

Como resultado, algumas das maiores empresas de AEC do mundo – como Skanska e Ramboll – começaram a usar o mapeamento móvel em alguns de seus projetos mais desafiadores.

Nesse artigo explicamos as razões nas quais empresas de AEC estão adotando o mapeamento móvel. Em seguida, vamos dar uma olhada em como a Skanska e a Ramboll Dinamarca estão usando-o com excelentes resultados.

Por que as empresas de AEC gostam do mapeamento móvel?

A primeira coisa a saber: sistemas de mapeamento móvel, quando são a ferramenta certa para o trabalho, oferecem uma série de benefícios em relação aos scanners terrestres.

Velocidade de captura: Um equipamento como o NavVis VLX é até 10 vezes mais rápido que um scanner terrestre. Muitas empresas de AEC descobriram que podem capturar até 1.000 m2 por hora em espaços complexos como escritórios, hospitais e residências. Em espaços mais abertos, podem capturar até 4.000 m2 por hora.

Visualização em Tempo Real: O NavVis VLX inclui uma tela que oferece feedback em tempo real sobre o progresso do escaneamento. Isso significa que as equipes podem garantir que capturaram toda a área desejada com o nível de qualidade adequado. Tudo isso antes de deixarem o local de levantamento.

Processamento mais rápido: Alguns sistemas de mapeamento móvel, como o NavVis VLX, usam processamento em nuvem em vez de exigir um computador local. Empresas de AEC podem usar esses serviços em nuvem para processar, ao mesmo tempo e até durante a noite, múltiplos levantamentos. Depois, voltam ao escritório pela manhã e encontram seus dados prontos para uso.

Facilidade de uso: Enquanto um scanner terrestre ou uma estação total robótica com sistema de varredura exige treinamento significativo, um dispositivo como o NavVis VLX é muito mais fácil de usar. Muitas empresas de AEC descobriram que qualquer pessoa pode realizar escaneamentos, desde que sejam cuidadosos em treinar o usuário nas melhores práticas e planejar o levantamento com cuidado.

Economia de custos: A varredura é concluída mais rapidamente com um sistema de mapeamento móvel, e isso significa mais tempo gasto no trabalho real de construção. E, como um dispositivo como o NavVis VLX oferece muita facilidade de uso, as empresas não precisarão terceirizar cada levantamento ou orçar treinamento extensivo. Isso faz diferença no resultado final.

Novos dados, novas aplicações: Uma vez que um dispositivo como o NavVis VLX reduz o orçamento e o tempo necessários para escanear um local, muitas empresas de AEC descobrem que podem capturarmais dados – e fazer isso com mais frequência – do que nunca. Isso possibilita o uso de dados de escaneamento para novas aplicações que não eram possíveis com outras tecnologias.

Como a Skanska e a Ramboll Dinamarca usam o mapeamento móvel

Pode-se comprovar que sistemas de mapeamento móvel atuais podem trazer enormes benefícios para projetos de AEC. Mas, como todos sabemos, nem sempre é a ferramenta certa para todas as aplicações. Para descobrir onde essa tecnologia funciona melhor, perguntamos a Marigone Selimi, líder da Equipe de Captura de Realidade na Skanska.

Ela observa que a empresa ainda usa scanner terrestre para a maioria de seus projetos de captura 3D. No entanto, como eles estão sempre olhando para o futuro, começaram a usar o NavVis VLX para aplicações como locais para projetos de reconstrução. Aqui, eles usam os dados de mapeamento móvel como base para o modelo do projeto.

“A grande pergunta aqui é: os dados do NavVis VLX são bons o suficiente para serem usados como base do projeto? Eu acredito que sim. E se você tem um prédio grande com muitos cômodos, economiza muito tempo usando o NavVis VLX.”

Ela diz que a Skanska também usa o equipamento para documentação as-built. Aqui, o scanner permite que as equipes capturem um local completo rapidamente e, em seguida, completam os dados com um levantamento do scanner terrestre em áreas onde a precisão é crucial.

A Skanska também usa o sistema de mapeamento móvel para levantamento do progresso e controle de qualidade. Nessa aplicação, uma equipe realiza escaneamentos rápidos do prédio em várias etapas durante o processo de construção. Depois, eles usam esses dados para tarefas como verificar o progresso do trabalho dos subcontratados, verificar se vigas de aço e outros elementos foram instalados de acordo com as especificações ou acompanhar a conclusão do projeto conforme o cronograma.

No final do projeto, a empresa pode entregar os dados ao proprietário, fornecendo a ele uma visão da localização e disposição dos elementos da construção – mesmo aqueles ocultos por paredes no projeto concluído.

Para descobrir como outras grandes empresas de AEC estão usando o mapeamento móvel, também conversamos com Frederik Marthedal Christiansen, Chefe do Departamento de Dados e Tecnologias na Ramboll Dinamarca.

Ele diz: “Escolhemos o NavVis VLX para diminuir o tempo de levantamento e pós-processamento sem comprometer a precisão, permitindo-nos alcançar um público mais amplo. Usamos o equipamento “muito ativamente em projetos de reforma, reconstrução e escritório”.

O mapeamento móvel não é apenas hardware

Com toda essa conversa sobre o NavVis VLX, pode-se presumir que o dispositivo representa a solução completa de mapeamento móvel da empresa. Mas ele também inclui o NavVis IVION, um aplicativo que oferece processamento de dados em nuvem, compartilhamento de nuvem de pontos e várias outras poderosas funções.

O NavVis IVION é grande parte importante da solução de mapeamento móvel da NavVis, e responsável pelo seu grande sucesso entre as empresas de AEC.

Rolar para cima
Precisa de ajuda?