7 principais recursos da DJI Zenmuse P1

O que você precisa saber sobre a câmera de fotogrametria full-frame da DJI

Quando se trata de criar mapas ou modelos 3D precisos de ambientes da vida real, a fotogrametria é a tecnologia ideal para topógrafos, cartografos, profissionais de GIS e gerentes de construção civil pelo mundo inteiro. Fotogrametria é a ciência de coletar dados e medições de fotos 2D que foram capturadas de diferentes pontos de vista, muitas vezes por meio de levantamento de drones. Essas fotos são pós-processadas usando um software de fotogrametria para criar mapas 2D de alta resolução e reconstruções 3D. A partir desses modelos meticulosos, distâncias, superfícies e volumes de objetos físicos podem ser medidos.

Obter as medições mais precisas é uma meta inata para qualquer pessoa que investe em levantamentos com drones. E este objetivo não pode ser alcançado se você não fizer uma boa escolha de sensores topográficos.

O P1, a mais nova câmera da DJI para drone de topografia, foi projetado para atingir a excelência fotogramétrica. A mais poderosa câmera DJI Enterprise até agora, a P1 promete um nível de desempenho e coleta de dados de alta precisão sem precedentes.

Aqui estão os 7 principais recursos que tornam o P1 a nova referência em levantamentos aéreos:

Melhor resolução para melhor precisão

O P1 integra um sensor de 45 megapixels full-frame de alta sensibilidade e baixo ruído com lentes intercambiáveis ​​de foco fixo de 24/35/50 mm.

P1 CMOS

Essa melhor resolução não apenas se traduz em melhor precisão – e, eventualmente, em modelos 3D mais precisos – mas a versátil Zenmuse P1 também oferece um maior grau de flexibilidade para atender aos requisitos do projeto ou do cliente. Além disso, como a maioria das outras câmeras de topografia DJI, a P1 usa um Obturador Mecânico Global (obtido com um obturador de lâmina central) para cancelar a distorção do obturador de rolamento, permitindo que a câmera lide com velocidades de obturador de até 1/2000 de segundo.

P1 Mechanical Shutter

Qualidade superior de dados para insights superiores

Nem todos os tipos de projeto são criados da mesma maneira. Em ambientes de risco, como aterros ou locais de construção em grande altitude, a marcação e o registro de pontos de controle do solo (GCPs) nem sempre são viáveis. E assim, o P1 se baseia no processamento de Posicionamento Cinemático em Tempo-Real (RTK) para fornecer uma precisão invejável de até 3 cm horizontalmente e 5 cm verticalmente, mesmo sem GCPs. Dessa forma, você ainda pode atingir a precisão centimétrica necessária para seus resultados e obter informações valiosas ​​a partir deles.

Gimbal robusto para versatilidade robusta

O P1 é equipado com um gimbal estabilizado de 3 eixos para compensar qualquer movimento rotacional inadvertido de seu drone (inclinação, rotação e panorâmica). O sensor pode fornecer imagens nítidas e suaves para permitir a coleta precisa de dados georreferenciados com um drone de levantamento. Portanto, o risco de lacunas de dados torna-se insignificante e você não precisa mais se preocupar com os custos associados a voos adicionais para completar o serviço.

P1 Gimbal

Eficiência extraordinária para missões extraordinárias

Com a Zenmuse P1, você pode tirar uma foto a cada 0,7 segundos durante o voo. Em nossos testes, um M300 RTK equipado com o P1 pode fazer o levantamento de 3 Km² em um único voo a um GSD de 3 cm. E com uma taxa de sobreposição frontal de 75 por cento e uma sobreposição lateral de 55 por cento, o drone foi capaz de atingir uma precisão horizontal de 3 cm e uma precisão vertical de 5 cm. Esta eficiência impressionante permitirá que você faça muito mais em muito menos tempo.

Captura oblíqua inteligente para operações inteligentes

Também ajudando você a fazer mais em menos tempo (e com menos esforço) está o novo recurso Captura oblíqua inteligente. Neste modo, o gimbal do P1 gira e captura cinco imagens diferentes de cinco ângulos diferentes enquanto voa ao longo de sua trajetória de voo predeterminada.

Os parâmetros de voo escolhidos dizem automaticamente a P1 para evitar a captura de quaisquer imagens desnecessárias (como aquelas na periferia da área de mapeamento) e para tirar apenas as fotos que são essenciais para a reconstrução da região de interesse.

Que impacto isso tem na eficiência do drone de levantamento? Como você está gastando menos tempo capturando fotos desnecessárias, pode facilmente cobrir 7,5 km2 em um único dia de trabalho (com um GSD de 3 cm). E depois de coletar seus dados, você precisa de menos tempo e energia para processá-los em resultados úteis.

TimeSync 2.0 totalmente novo para uma coordenação poderosa

A tecnologia TimeSync da DJI permite que um drone de levantamento coordene sua câmera, controlador de vôo, módulo RTK e gimbal para verificar se as informações de posicionamento mais precisas estão marcadas para cada imagem. Enquanto o Phantom 4 RTK pode oferecer precisão de nível de milissegundo, o TimeSync 2.0 vai além para fornecer sincronização no nível de microssegundo. E não vamos esquecer que o TimeSync ajusta os dados geoespaciais para o centro da câmera e os grava no formato EXIF ​​e XMP para manter a precisão dos dados durante o pós-processamento.

P1 TimeSync

Integração perfeita do DJI Terra para pós-processamento perfeito

O melhor software de pós-processamento para os dados capturados por produtos de levantamento da DJI, como o M300 RTK e P1, é o software oficial da DJI: DJI Terra.

DJI Terra é um software de levantamento de drones tudo-em-um, com todos os recursos de que você precisa para planejar, visualizar, processar e analisar dados aéreos. Uma vez que esta solução de fotogrametria por drone, intuitiva e fácil de usar, se sincroniza sem esforço com o drone topográfico da DJI e a câmera, você pode contar com os modelos e medições 3D mais detalhados e precisos do Terra.

Também deve ser observado que o DJI Terra otimizou suas velocidades de processamento exponencialmente desde o seu lançamento e agora está mais eficiente do que nunca. Ele permite que os topógrafos trabalhem em missões de mapeamento em tempo real e vem com recursos de automação legais, como “Região de Interesse”, que permite que a reconstrução da imagem seja realizada em uma região-alvo específica.

Preenchendo as lacunas nos recursos oferecidos por câmeras fotogramétricas

A solução P1 é fundamental para a visão da DJI de criar um ecossistema integrado de produtos, otimizando drones para coleta de dados geoespaciais e movendo-se em direção a voos intent-driven.

Esta câmera de última geração capacitará profissionais de fotogrametria a conduzir missões complexas com mais rapidez e eficiência, e permitirá que eles adquiram imagens de ultra resolução necessárias para criar ortomosaicos 2D detalhados e reconstruções 3D para levantamentos geológicos, engenharia hidráulica, preservação histórica, e muito mais. Enquanto isso, a compatibilidade do P1 com o software DJI Terra permitirá que as equipes renderizem e visualizem rapidamente os dados em tempo real e, por fim, reduzam seus tempos de pós-processamento.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *