Equipamento da Topcon confere precisão e segurança para usina hidrelétrica no Mato Grosso

Estação Total da Topcon, representada com exclusividade no Brasil pela Embratop, identifica com mais agilidade e segurança possíveis anomalias na usina hidrelétrica Sinop, localizada no Estado do Mato Grosso.

A construção de uma usina hidrelétrica (a principal matriz energética do Brasil) é um projeto desafiador por diversos aspectos. Dada a sua complexidade, abrangência geográfica, volumes de materiais e água envolvidos, impactos socioambientais e benefícios transformadores na vida das pessoas, esse tipo de construção exige um planejamento minucioso, exato e sem erros.

A Companhia Energética Sinop S.A. (Sinop Energia) é a concessionária responsável pela instalação e exploração da Usina Hidrelétrica Sinop (UHE Sinop), localizada no rio Teles Pires, no Estado do Mato Grosso. Abrangendo os municípios de Cláudia, Ipiranga do Norte, Itaúba, Sinop e Sorriso, o empreendimento atende 1,6 milhão de habitantes, cerca de metade da população mato-grossense.

Tendo em seu corpo societário uma empresa predominantemente francesa, algumas práticas foram incluídas no processo de construção da usina, como o controle topográfico de instrumentação com a utilização de equipamentos robóticos, bastante usual na Europa. “São métodos precisos e práticos no controle de instrumentação e decidimos implementar esse tipo de controle aqui no Brasil, já que a tecnologia está bem mais acessível, tanto em relação a prazo de entrega de equipamentos como custos”, afirma o Rafael Branco, engenheiro agrimensor pleno da Sinop Energia.

Para atender aos parâmetros esperados e exigidos para o projeto, foi utilizada a Estação Total robótica GT1001, da Topcon, marca representada no Brasil com exclusividade pela Embratop. A Série GT é uma Estação motorizada robótica de dimensões extremamente compactas e com atributos únicos de precisão angular e linear, com estabilidade dos dados medidos e velocidade de rotação (180°/segundo). “Esse é o equipamento mais moderno que existe atualmente”, avalia Rafael.

A GT1001, da Topcon, permite monitorar de maneira contínua as estruturas da usina e identificar possíveis anomalias com bastante agilidade e segurança. “Por meio da Estação Total, é feito o controle geral de instrumentação dos marcos superficiais. O equipamento proporcionou mais precisão e rapidez ao processo, se comparado à prática anterior, executada manualmente pelos profissionais de campo”, explica Rafael Branco.

A Estação Total realiza até três leituras conjugadas, onde cada leitura conjugada corresponde a uma leitura direita e uma inversa, do mesmo ponto: o resultado é a média das leituras, o que aumenta o índice de confiança. Rafael ainda destaca outros benefícios da solução, como a velocidade da coleta de dados e a precisão das visadas, que são feitas automaticamente.

A Estação Total foi adquirida em conjunto com uma licença do Magnet Office Tools, software de processamento da Topcon para realizar os cálculos trigonométricos e o ajustamento da rede de pontos levantados em cada sessão de leitura. “A Embratop é uma empresa parceira desde o início do empreendimento. Começamos com o aluguel de vários equipamentos de topografia na fase da construção e, na fase de operação, optamos por adquirir equipamentos modernos para o monitoramento de instrumentação das estruturas”, conta Rafael.

Segundo ele, a Embratop sempre atendeu às demandas com agilidade e técnica, por meio de um canal aberto com os profissionais que são sempre atenciosos e prontos para resolver qualquer problema. Tanto que a parceria se estende até hoje. “Estamos realizando um trabalho na usina de escaneamento de nossas unidades geradoras para identificar anomalias nas estruturas do revestimento e essa atividade está sendo feita pelos profissionais da Embratop, com o uso de um laser scanner”.

A Sinop Energia é uma Sociedade de Propósito Específico (SPE) das empresas EDF NF, Eletronorte e Chesf. A usina, que começou a ser construída em 2013, entrou em operação em 2019. Tem potência instalada de 401,88 MW e vazão de 810 m³/s. O reservatório possui 342 km² e o vertedouro conta com três comportas.

 

 

 

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *