Uma Década de Satélites Galileo em Órbita

O mês de outubro de 2021 marcou o décimo aniversário do lançamento dos dois primeiros satélites Galileo operacionais. Em 21 de outubro de 2011, a Europa deu um grande passo em sua história espacial ao lançar os dois primeiros satélites de Kourou, Guiana Francesa. Naquele dia, a UE deu um passo a mais para de ter seu próprio Sistema Global de Navegação por Satélite.

O Galileo, o sistema de navegação e posicionamento 100% financiado pela União Europeia, estabeleceu-se como o mais preciso sistema global de navegação por satélite (GNSS) e atende a mais de 2,3 bilhões de usuários em todo o mundo. Até o momento, a constelação consiste em 26 satélites orbitando a Terra a uma altitude de cerca de 23.000 km. É suportado por uma variedade de centros e sensores terrestres em todo o mundo.

Enfrentando desafios sociais

Desde o lançamento dos serviços em dezembro de 2016, o sistema vem se fortalecendo para se tornar a espinha dorsal de uma série de serviços de valor agregado que garantem o bem-estar dos cidadãos da UE e garantem a autonomia e soberania da União.

O Galileo está beneficiando a economia europeia, já que 11% do PIB da UE é habilitado pela navegação por satélite, de acordo com especialistas. Graças ao sistema de navegação por satélite da UE, a União conseguiu impulsionar sua estratégia de digitalização, apoiar o Acordo Verde Europeu e impulsionar o crescimento econômico.

Por exemplo, o uso do Galileo em veículos pode reduzir os tempos de viagem em mais de 10% e, assim, contribuir para reduzir as emissões de substâncias nocivas e poluentes. Ao longo dos anos, a União Europeia viu um conjunto de avanços tecnológicos, desde a implementação do eCall em carros recém-produzidos até o Galileo Return Link (RLS), uma característica única do serviço de Busca e Resgate do sistema Galileo.

Rumo à Capacidade Operacional Total

Às 00:35 (GMT) de 1º de dezembro, espera-se que dois novos satélites decolam de Kourou na Guiana Francesa em um foguete Soyuz. O lançamento desses satélites aproximará o programa a um passo de sua plena capacidade operacional. Este lançamento ocorre apenas alguns meses após a entrada em vigor do novo Regulamento Espacial. O regulamento traz uma melhor governança entre os atuantes do espaço europeu e fornece a certeza orçamentária necessária para os próximos sete anos.

O Galileo continua a evoluir. Novos serviços, atualmente em teste, estarão disponíveis em breve aos usuários, abrindo novas oportunidades de mercado em vários setores.

Com o Serviço de Alta Precisão do sistema, o Galileo será pioneiro em um serviço de posicionamento de alta precisão gratuito em todo o mundo, voltado para aplicações que exigem maior desempenho, como drones e carros autônomos.

A Autenticação de Mensagem de Navegação de Serviço Aberto (OSNMA) está definida para contribuir na detecção de ataques GNSS. Este próximo serviço é um mecanismo de autenticação que permite aos receptores GNSS a verificação da autenticidade das informações GNSS, certificando-se de que os dados recebidos realmente venham do Galileo e sem nenhuma adulteração.

Colaboração 3D robusta

Com a Comissão Europeia no comando, o Galileo é o resultado de uma cooperação sem precedentes entre legisladores, atuantes da indústria espacial e Estados-Membros da UE. A Agência Espacial Europeia tem sido um parceiro confiável em termos de projeto da arquitetura do sistema, enquanto a Agência da União Europeia para o Programa Espacial (EUSPA), como gerente de exploração, garante a prestação de serviços seguros e de última geração 24 horas por dia – não apenas aos cidadãos da UE, mas também a um grupo crescente de usuários em todo o mundo.

“Na EUSPA, estamos comprometidos em levar o Espaço da UE para o próximo nível. A colaboração entre o EUSPA e a Agencia Espacial Europeia (ESA) é a base para isso. Cada parceiro tem funções e competências únicas e complementares”, diz Rodrigo da Costa, diretor executivo da EUSPA.

Fonte: Agência da União Europeia para o Programa Espacial (EUSPA)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *